Ponte Margem - Geral

3 de Dezembro
Dia Internacional das Pessoas com Deficiência

APRESENTAÇÃO
CONTACTOS
DIRECTÓRIO DE LIGAÇÕES
GUIA DE RECURSOS
PESQUISA
BOLETIM
 
necessidades especiais e capacitação
idade e ciclos de vida
relações sociais de género
identidade e orientação sexual
origem e nacionalidade
religião, crenças e laicidade
Voltar ao Início
Texto PequenoTexto MédioTexto Grande
PÁGINA 1 DE 4   |< << >> >|  
 

Ágora. Estudos Clássicos em Debate
13 de Maio de 2013

Publicada desde 1999 no âmbito da Área de Estudos Clássicos do Departamento de Línguas e Culturas da Universidade de Aveiro, a revista Ágora. Estudos Clássicos em Debate reúne actualmente quinze números publicados com periodicidade anual organizados em torno de secções de artigos, textos traduzidos, notícias, recensões e notícias bibliográficas. Os últimos dois números 14 e 15, publicados respectivamente em 2012 e 2013, reúnem artigos que abordam relações de género, representações sociais e diferentes aspectos sobre as vidas de mulheres e homens da Antiguidade a partir da análise dos mitos, do teatro e da literatura. Estes números contam ainda com um artigo sobre a ideia de justiça na Ética a Nicómaco de Aristóteles e um outro contributo sobre desigualdade e diferença no pensamento escravista numa perspectiva comparada entre o Mundo Antigo e a escravatura colonial Moderna. Na secção de recensões e notícias bibliográficas reúnem-se textos sobre os livros S. Vicente de Lisboa: legendas, milagres e culto litúrgico (testemunhos latinomedievais) de Aires A. Nascimento, Lira, Mito e Erotismo. Afrodite na Poesia Mélica Grega Arcaica e Safo de Lesbos. Hino a Afrodite e outros Poemas de Giuliana Ragusa, Polis: Parler le grec ancien comme une langue vivante de Christophe Rico e O Médico Político ou tratado sobre os deveres médico-políticos de Rodrigo de Castro, entre outros. Disponibiliza-se aqui uma ligação para os números da revista Ágora. Estudos Clássicos em Debate, que se encontra disponível para consulta em suporte digital.

 
 
 

Euphrosyne - Revista de Filologia Clássica
22 de Junho de 2012

Publicada desde 1957, Euphrosyne - Revista de Filologia Clássica é uma publicação periódica editada pelo Centro de Estudos Clássicos da Universidade de Lisboa (CEC-UL) dedicada em especial à Filologia Clássica e aos Estudos Literários. Mitologia clássica e permanências dos mitos, crenças e religião no mundo antigo entre politeísmos e monoteísmos, movimentos religiosos do mundo greco-romano, migrações e exílios, sentimento do exílio em Virgílio e em Ovídio, figuras femininas na literatura e nas artes, opressão e transgressão das mulheres nas tragédias gregas, figuras femininas e teologia da história, politização do tempo na poesia latina de Catulo a Ovídio, ecos e presenças da Antiguidade clássica na moderna poesia portuguesa, imaginário greco-latino e ciência contemporânea face ao pensamento da complexidade, mitologia clássica e teorias da complexidade através da noção de sistema mitológico são alguns dos temas abordados em diferentes números da revista. O volume XXXIV da Euphrosyne, publicado em 2006, reúne um conjunto de artigos sobre construção do feminino e representações sobre as mulheres em diferentes autores e obras da literatura clássica, disponibiliza-se aqui o índice.

 
 
 

Dicionário de Literatura Latina
10 de Maio de 2012

No âmbito das actividades do Centro de Estudos Clássicos da Universidade de Lisboa encontra-se em desenvolvimento o Dicionário de Literatura Latina (DLL), um projecto coordenado por Maria Cristina Pimentel, professora do Departamento de Estudos Clássicos da Universidade de Lisboa e coordenadora da área de investigação sobre "Antiguidade Clássica: Textos e Contextos". O projecto em curso conta com consultoria científica de Paolo Fedeli (Universidade de Bari, Itália) e Carmen Codoñer (Universidade de Salamanca, Espanha) e com a participação de uma equipa de investigadores e colaboradores do Centro de Estudos Clássicos, estando aberto a contributos de visitantes e leitores. Publicado em suporte digital, o Dicionário de Literatura Latina permite uma pesquisa por autor, por obra e por conceito (estrutura das entradas do dicionário), disponibilizando igualmente uma bibliografia orientadora e ligações para bibliotecas, repositórios e outros dicionários relacionados com a temática do projecto.

 
 
 

Biblioteca Classica Digitalia: Estudos Clássicos e Autores Gregos e Latinos
16 de Junho de 2011

Em Abril de 2011 realizou-se na Universidade de Coimbra uma sessão de apresentação da biblioteca Classica Digitalia, por ocasião da disponibilização de cinquenta livros no âmbito deste projecto editorial do Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos da Universidade de Coimbra (CECH-UC). O sítio da biblioteca Classica Digitalia reúne a Colecção "Autores Gregos e Latinos", a Colecção "Humanitas Supplementum" e também os números da revista Humanitas publicados desde 1947 a 2008. Cidadania na Grécia Antiga, educação das crianças e afecto aos filhos, amor e amizade, intrigas palacianas e estratégias de poder, sociedade, poder e cultura no tempo de Ovídio, categorias históricas e discursos filosóficos sobre a cidade Antiga, heroínas trágicas nos palcos Antigos e Modernos, vasos gregos em Portugal e heranças contemporâneas da Antiguidade Clássica são alguns dos temas presentes nos livros desta biblioteca.

No dia 9 de Maio de 2011 realizou-se uma sessão de apresentação do projecto Classica Digitalia Brasil (CDB), coordenado por Delfim Leão (professor do Instituto de Estudos Clássicos e Humanísticos da Universidade de Coimbra) e por Gabriele Cornelli (professor do Departamento de Filosofia da Universidade de Brasília) em parceria com a editora Annablume sediada em São Paulo (Brasil). Os livros são publicados em suporte impresso e também em suporte digital disponível em acesso livre. Disponibiliza-se aqui uma ligação para a biblioteca Classica Digitalia.

 
 
 

Literatura: Questões de Género e de Sexualidade na Antiguidade Grega e Romana
19 de Abril de 2011

De 22 a 26 de Agosto de 2011 a associação CLELIA - Colloques de Linguistique et de Littérature d’Aussois (Colóquios de Linguística e de Literatura de Aussois) organiza em Evian-les-Bains (França) um encontro dedicado ao tema "Littérature: Questions de genre et de sexualité dans l’Antiquité grecque et romaine", uma iniciativa de membros do grupo Efigies com coordenação de Sandra Boehringer (Université de Strasbourg) e de Michel Briand (Université de Poitiers). O presente encontro procura abordar a operatividade do conceito de género nos estudos sobre a Antiguidade, procurando compreender qual o papel dos processos de categorização associados às identidades de género e às práticas sexuais no estudo de sociedades em que, tal como é referido no texto de apresentação, os binarismos homem/mulher, privado/público e homossexual/heterossexual não assumiam exactamente os mesmos significados que actualmente lhes são atribuídos. Procura-se igualmente compreender em que medida a historicização das categorias sexuais permite descobrir aspectos das sociedades antigas ainda pouco conhecidos no presente, se desenvolvida em paralelo com a historicização dos géneros literários antigos, colocando em evidência construções sociais e políticas que tradicionalmente a história e a análise literária dos documentos antigos não puderam revelar.

Estado da arte e perspectivas sobre género no campo dos estudos sobre a Antiguidade, construção dos géneros, ritos e ficções, construção do género mitográfico e eros ou o prazer sem partilha são algumas das questões em debate no presente encontro, que conta com a participação de Sandra Boehringer (Université de Strasbourg), Michel Briand (Université de Poitiers), Marine Bretin-Chabrol (Université de Lyon III) e Charles Delattre (Université de Paris X). No âmbito deste encontro realizar-se-á ainda um atelier de análise da cerâmica grega dedicado ao tema "Género e Iconografia", dinamizado por Gaëlle Deschodt (Université de Paris I).

 
 
 

All men are created equal / Todos os homens são criados iguais
19 de Abril de 2011

No âmbito do ciclo de Restrospectivas Holandesas integrado no programa da Monstra - Festival de Animação de Lisboa, decorrido de 21 a 27 de Março de 2011, teve lugar uma retrospectiva sobre "As Mulheres na Animação Holandesa". Neste âmbito realizou-se uma retrospectiva especialmente dedicada ao trabalho da realizadora Monique Renault na área do cinema de animação desde 1972, atravessado por questões sociais e políticas, nomeadamente sobre feminismos e relações de género. All men are created equal (1987) é uma curta-metragem de animação de Monique Renault que apresenta em passo veloz uma perspectiva histórica sobre os direitos das mulheres desde a Grécia Antiga até aos nossos dias. Situando pensamentos e ideias no tempo e no espaço, valerá ainda a pena continuar a ler Aristóteles e a dialogar criticamente com o seu pensamento nos dias de hoje, versando questões como a política, o direito e a ética, a poética, o teatro, a física e a metafísica.

 
 
 

Igualdade – O Desenvolvimento do Conceito de Igualdade ao Longo da História Constitucional Portuguesa

Desenvolvido por Priska Reinbacher no âmbito da Universidade de Viena (Áustria), o estudo "Igualdade – O Desenvolvimento do Conceito de Igualdade ao Longo da História Constitucional Portuguesa" apresenta uma síntese dos resultados da tese de mestrado em Estudos Românicos na variante de Português com o título Igualdade - Begriff und Begriffsgeschichte. Zur Entwicklung des Begriffes der Gleichheit im Zuge der portugiesischen Verfassungsgeschichte (2008). Priska Reinbacher é licenciada e mestre em Estudos Românicos (Português, Romeno e Francês) na Universidade de Viena com especialização em linguística (semântica, análise do discurso), tendo frequentado Estudos Portugueses e Lusófonos na Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) no âmbito do Programa Erasmus (2005/2006). Tem desenvolvido trabalhos sobre análise do discurso, tradução, anti-discriminação, migrações, tráfico de seres humanos, violência doméstica e relações de género, segurança e mediação de conflitos, entre outros temas.

A partir de análise documental apoiada sobretudo em dicionários e textos constitucionais, no presente estudo a autora aborda a semântica do conceito de igualdade e as concepções sobre igualdade sociopolítica e jurídica ao longo da história constitucional portuguesa, desde a Constituição de 1822 até à Constituição de 1976. Disponibiliza-se aqui um resumo deste estudo em versão portuguesa.

 
 
 

Leituras internacionais das discriminações: confrontações de abordagens institucionais, científicas e militantes

Nos passados dias 3 e 4 de Junho de 2010 realizou-se em Paris um colóquio internacional dedicado ao tema "Leituras internacionais das discriminações: confrontações de abordagens institucionais, científicas e militantes", uma iniciativa promovida pelo Instituto Nacional de Estudos Demográficos (INED - Institut national d’études démographiques) em parceria com o Conselho Regional de Ile-de-France, com coordenação científica de Patrick Simon (coordenador da unidade sobre Migrações Internacionais e Minorias do INED), 
Mireille Eberhard e 
Angéline Escafre-Dublet (pós-doutorandas, INED) e 
Olivier Noel (sociólogo e investigador, Université Montpellier e INED). O presente colóquio organizou-se em torno de seis eixos de problematização sobre discriminação social: abordagem e construção conceptual das discriminações segundo diferentes áreas disciplinares, articulação de diferentes critérios de discriminação (género, origem, orientação sexual, religião, entre outros), experiências e vozes das pessoas discriminadas na construção da discriminação como problema público, abordagem dos diferentes referenciais de acção promovidos pelas colectividades locais, serviços públicos e empresas, problema da medição e da quantificação dos fenómenos de discriminação social, reflexão sobre as relações entre pesquisa e acção na utilização da investigação por parte dos actores envolvidos na luta contra as discriminações.

 
 
 

Orgesticulanismus

Exibida no passado dia 14 de Março de 2010 numa sessão dedicada ao tema “Sons, Gestos e Corpos” do ciclo A Dança na Animação, no âmbito da Monstra – Festival de Animação de Lisboa, a curta-metragem Orgesticulanismus (Bélgica, 2008) é um tributo de Mathieu Labaye à memória do seu pai Benoit Labaye (1951-2006), membro do Grupo de Acção por uma Melhor Acessibilidade das Pessoas com Deficiência (GAMAH - Groupe d'Action pour une Meilleure Accessibilité aux Personnes Handicapées, Bélgica), afectado por uma doença degenerativa (esclerose múltipla) que o confinou a uma cadeira de rodas nos últimos quinze anos da sua vida. Com animação de Mathieu Labaye e Sébastien Godard e música de Fabian Fiorini e Mathieu Labaye, em Orgesticulanismus as formas animadas percorrem um movimento de abstracção que acompanha o testemunho de Benoit Labaye sobre a experiência da imobilidade, da deficiência, da doença, do corpo, do movimento e do pensamento: «É através do movimento que nos apropriamos da vida. Através da liberdade de ir e voltar, de ter gestos de... amor, ternura, cólera, ou outro. Quando somos privados do movimento, como eu sou, como muitos outros são... para sobreviver é necessário reinventar o movimento. O que se passa na minha mente não é apenas cerebral, não é apenas intelectual. É uma forma de recriar um espaço interior que me permite uma liberdade

 
 
 

Stultifera Navis. Imágenes sobre el Manicomio de la Santa Cruz

No passado dia 13 de Novembro de 2009 realizou-se em Lisboa uma conferência do Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA) dedicada ao tema "A formação sobre diversidade cultural em profissionais de saúde mental", com Josep Maria Comelles, professor da Universidade Rovira i Virgili (Catalunha, Espanha), médico psiquiatra e antropólogo que tem trabalhado no domínio da antropologia médica sobre saúde mental, prática e história da psiquiatria, cuidados de saúde e políticas públicas de saúde mental em Espanha. No âmbito desta conferência foi apresentada Stultifera Navis. Imágenes sobre el Manicomio de la Santa Cruz, uma etnografia visual com guião e realização de Josep Maria Comelles sobre a história do Manicómio de Santa Cruz, construído entre 1885-1915 e desactivado em 1986. Este documento reúne imagens de arquivo, fotografias, excertos de um documentário realizado durante a Guerra Civil de Espanha (1936-1939) e ainda filmagens realizadas por Josep Maria Comelles em 1974 no então designado Instituto Mental de Santa Cruz, onde trabalhou como psiquiatra de 1973 a 1976.

 
 
Texto PequenoTexto MédioTexto Grande
PÁGINA 1 DE 4   |< << >> >|  
PRÓXIMOS DIAS
Chamada de Trabalhos: Exclusão Digital na Sociedade da Informação e do Conhecimento
23-12-2014
Faculdade de Motricidade Humana, Universidade de Lisboa
Nos próximos dias 30 e 31 de Janeiro de 2015 realiza-se em Lisboa a 9.ª Conferência Internacional sobre Exclusão Digital na Sociedade da ...
 
Chamada de Trabalhos: Inclusive and Supportive Education Congress - Equidade e Inclusão em Educação
DE 15-12-2014 A 15-01-2015
Lisboa
De 26 a 29 de Julho de 2015 realiza-se em Lisboa a oitava edição do Congresso Internacional sobre Educação Inclusiva (ISEC - Inclusive and ...
 
A atenção à saúde dos surdos: perspectiva histórico-antropológica e experiências profissionais em França e Uruguai
DE 10-12-2014 A 26-01-2015
Auditório 1, Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto
No âmbito das actividades do domínio "Educação e Surdez" do Mestrado em Ciências da Educação, no próximo dia 26 de Janeiro de 2015 realiza-se ...
 
 

Númena

 
 
Programa Operacional Sociedade do Conhecimento União Europeia – Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional